18 de jun de 2018

Em Minas Gerais mulher estuprada e golpeada com facão, se finge de morta para não ser cruelmente assassinada

A vítima fazia uma caminhada em uma estrada da zona rural de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, quando foi atacada por um homem em uma bicicleta.



Depois de ser estuprada, golpeada com um facão e roubada, uma mulher de 49 anos ainda teve que fingir de morta para não ser assassinada.
Imagem ilustrativa 
De acordo com a Polícia Militar, na manhã da última quinta-feira (15), a vítima fazia uma caminhada em uma estrada da zona rural de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, quando foi atacada por um homem em uma bicicleta.
Ela contou aos militares que percebeu que era seguida e chegou a ligar para o marido, mas antes que ele atendesse, o suspeito se aproximou dela com um facão, a ameaçou e a levou para um matagal às margens da BR-452, próximo a fazenda Estavinha.
No local, a mulher foi estuprada e ainda golpeada com facão. Ela ainda teve os pertences um celular, a aliança de casamento e uma corrente de ouro roubados.
Em determinado momento, com medo que o homem a matasse, a mulher fingiu que já estava morta. Só assim, o suspeito, de 31 anos, liberou a vítima.
Mesmo com ferimentos por todo corpo, a mulher conseguiu ir até uma fazenda, há cerca de 800 metros do crime, e pedir ajuda aos moradores.
Ela foi socorrida para a Unidade de Atendimento Integrado do bairro Morumbi e depois transferida para o pronto-socorro do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), onde foi atendida e liberada.
A Polícia Militar foi acionada pela unidade de saúde e a mulher conseguiu passar as informações do suspeito para que os militares iniciassem as diligências.
Suspeito tentou se lavar em posto de gasolina
Por meio de denúncia anônima a polícia conseguiu chegar até o homem que estava em um posto ainda na rodovia 452. Ele estava com a roupa molhada e com várias manchas de sangue.
Ao ser abordado, ele tentou se esconder e demonstrou nervosismo e apresentou uma identidade falsa aos militares e disse ainda que tem várias passagens por diversos crimes.

0 comentários:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós.

Pesquise