9 de jun de 2017

Ex-detenta estuprada na prisão e algemada durante o parto recebe indenização de R$ 22 milhões nos EUA

Jovem sofreu violência quando tinha 19 anos e estava presa em Milwaukee

Do R 7

Uma ex-detenta da cidade de Milwaukee, que fica no Estado norte-americano de Wisconsin, recebeu uma indenização de cerca de R$ 22 milhões (US$ 6,7 milhões) por ter sido estuprada por um guarda de cadeia e algemada durante o parto.
Xavier Thicklen, de 28 anos, se declarou culpado de ter estuprado a mulher repetidas vezes dentro da prisãoReprodução/nydailynews
Xavier Thicklen, de 28 anos, se declarou culpado de ter estuprado a mulher repetidas vezes dentro da prisão, quatro anos atrás.
"Ela foi estuprada repetidamente aos 19 anos", disse a advogada, Theresa Kleinhaus.
A vítima, que não teve o nome divulgado por se tratar de um crime sexual, estava grávida quando foi presa, em 2013. Na hora do parto, ela foi algemada apesar de não representar nenhum risco de fuga ou perigo para a equipe médica.
Durante o julgamento, uma parteira testemunhou dizendo que as algemas poderiam ser prejudiciais para o andamento do parto e para a saúde da mãe e do bebê.
Segundo o jornal The Milwaukee Journal Sentinel, ela ainda sofre de pesadelos devido aos abusos.

0 comentários:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós.

Pesquise