1 de mai de 2017

Vergonha: Recepcionista do HAPA diz que precisa de escolta policial pra entrar na unidade e denuncia perseguição do diretor Orinaldo Araújo

Antenor Ferreira

A situação da principal unidade hospitalar do município, o Hospital Antonio Pontes de Aguiar (HAPA), está a cada dia insustentável. Não bastasse os maus tratos a pacientes, falta de medicamentos e transporte, como já foi denunciado diversas vezes por nossa página, surgem agora denúncias graves contra o diretor da unidade, o ex-vereador Orinaldo Araújo. 

Página de funcionária que denuncia perseguição no HAPA 

A funcionária Leoneide Alves Costa, que trabalha na recepção, usou sua página na rede social Facebook, para denunciar as perseguições feitas pelo diretor acima mencionando, o taxando de "dono do HAPA". 

Leoneide que em seus desabafos mencionou "NÃO COMPACTUAR COM A SUJEIRA" (obviamente existente na unidade), afirmou em resposta a comentário de uma internauta que Orinaldo chegou a determinar a troca de uma fechadura, literalmente expulsando do setor de triagem ela e uma segunda funcionária, identificada apenas como dona "Chaves". A recepcionista exclamou que precisa de escolta policial para entrar no ambiente de trabalho.  



Em resposta aos supostos atos de perseguição, a recepcionista afirma que já registrou dois boletins de ocorrência (BO), informando ainda a situação ao Ministério Público. 

Ela ainda escancara um suposto diálogo com o diretor onde o mesmo teria dito está ali para "ajudar os deles e do Dr. Magno", atual prefeito do município. Confira abaixo esse revoltante desabafo: 


O desabafo da servidora acima é mais uma prova do descalabro que impera na saúde do município, que a cada dia mais envergonha a todos nós chapadinhenses, que pedimos SOCORRO, SOCORRO, SOCORRO... 

Um comentário:

  1. Até onde vai isso? Meu Deus, cadê um fantástico que não dá uma denuncia em rede nacional.

    ResponderExcluir

Sua participação é muito importante para nós.

Pesquise