14 de mar de 2017

Educação em colapso: Incompetência do governo Magno deixa alunos sem aulas e sem transporte público em Chapadinha

Antenor Ferreira 

A gestão do prefeito Magno Bacelar (PV), em Chapadinha/MA, supera todos os limites do que podemos denominar como DESASTROSA. Não bastasse o permanente estado de caos na saúde, não param de chegar a nossa redação denúncias do total descaso com a educação do município, numa situação que ameaça comprometer o ano letivo 2017. 

Inconformados internautas tem nos relatado via whats app (98 99229 3650) a frustração de alunos e pais,que vem sofrendo com a falta de compromisso e incapacidade da atual gestão. 

Várias escolas ainda não começaram suas aulas, por conta da falta de água. Uma delas é o colégio Nossa Senhora Aparecida, no bairro que leva seu nome. As aulas na unidade ainda foram suspensas nessa segunda-feira, 13, com alegação de ausência de bastecimento. 


Bom, conversando com integrantes da gestão passada sobre essa situação, foi a mim explicado que no colégio Aparecida e outros o fornecimento de água sempre foi falho, de maneira que a gestão passada passou a fornecer água potável as unidades com um caminhão pipa. Inclusive o município recebeu na última gestão um caminhão pipa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), dentre vários outros veículos. 

Colégio Aparecida sem aulas e pais e alunos sem respostas 
Nessas unidades havia cobranças exorbitantes da companhia responsável pelo fornecimento de água no município, sendo que não ocorria o abastecimento. A época o governo resolveu suspender o inexistente fornecimento, gerando economia pro município.

Vendo hoje a suspensão de aulas nessas unidades, pergunto: 

- Onde está o caminhão pipa do município e por quê o governo não o usa para abastecer essas escolas, garantindo a realização das aulas? 

Será pura incompetência ou mero descaso?

O pior é que além do comprometimento das aulas, recebi também denúncias de ausência de transporte escolar para crianças da zona rural e bairros mais distantes, cujo os mesmos dependem de escolas na sede. 

Uma internauta relatou que alunos estão se deslocando de comunidades próximas até o conjunto das mil casas 1, debaixo de sol forte e correndo risco de serem vítimas de atropelamento. 

O mesmo foi relatado com alunos de outras unidades e até do próprio conjunto habitacional que se deslocam ao Areal e outros bairros, sem qualquer segurança e atenção do governo, Uma vergonha!

Ainda há também o relato da super lotação em salas de aula, devido o número insuficiente de professores e o mal planejamento de carga horária, que promete trazer prejuízos aos dicentes, segundo profissionais consultados. 

Esperamos que o prefeito Magno Bacelar e a secretária de educação, sua companheira, Danúbia Carneiro, tenham pena dessas crianças e se esforcem para garantir as aulas e o transporte escolar dos mesmos. 

É lamentável e me dói dizer que Chapadinha está indo de mal a pior. Mas no fundo eu já sabia. 

O "bom demais" voltou! 

0 comentários:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós.

Pesquise