9 de nov de 2016

Fora da série B: Sampaio perde para o Bahia e é rebaixado

Muito vaiado pela torcida, Brocador marca nos acréscimos o gol que coloca o Bahia na vice-liderança da Série B. Sampaio Corrêa está matematicamente rebaixado



Se havia um momento para encerrar um jejum de quase 700 minutos sem gols, sem dúvida alguma era agora. Depois de sete jogos sem balançar as redes, Hernane marcou o seu gol mais importante com a camisa do Bahia. Talvez o mais importante do Bahia na Série B. Aos 47 minutos do segundo tempo, o Brocador deu ao Tricolor o triunfo por 1 a 0 sobre o Sampaio Corrêa, resultado que o coloca na vice-liderança da competição. O time maranhense, que resistiu até onde pôde, foi rebaixado para a Série C. 
Bahia x Sampaio Corrêa na Arena Fonte Nova (Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / E.C. Bahia)
Que jogo de tirar o fôlego. A empolgação dos mais de 36 mil torcedores que foram à Arena Fonte Nova nesta terça-feira se transformou em ansiedade à medida que o Bahia não conseguia fazer o gol. A ansiedade se transformou em raiva, traduzida em vaias. As vaias deram lugar ao desespero quando o relógio apontou os 45 minutos do segundo tempo. E tudo isso se transformou em uma explosão de felicidade quando Hernane balançou as redes, com um passe espetacular do zagueiro Tiago, que a essa altura já havia virado atacante.
O Tricolor, com o triunfo, chega aos 59 pontos, ultrapassa o Vasco e agora é o vice-líder da Segundona. O Sampaio Corrêa permanece na última colocação, com 27 pontos, e está rebaixado. 
O Bahia sai para encarar o Luverdense na próxima rodada, no sábado, às 19h30 (horário de Brasília). No mesmo dia, o Sampaio recebe o Londrina no Catelão, jogo marcado para 17h30.
Bahia começa bem, mas cai de produção
O Bahia iniciou a partida com o seu costumeiro apetite inicial quando joga dentro de casa, partindo com tudo para cima e tentando resolver a parada logo nos minutos iniciais. A primeira grande chance aconteceu aos quatro minutos, quando Victor Rangel, dentro da pequena área, cabeceou e errou o alvo. O Sampaio Corrêa permaneceu atordoado com a marcação dos donos da casa, que dobravam a marcação e exerciam uma pressão agressiva no campo de ataque. Com o passar do tempo, o ímpeto diminuiu, o time passou a precipitar algumas jogadas, porém o Tricolor ainda manteve o domínio de jogo até o fim dos primeiros 45 minutos e por pouco não abriu o placar com Victor Rangel, que perdeu uma chance incrível.
Hernane faz o gol da redenção
O Sampaio resolveu mostrar que estava vivo no jogo e assustou a equipe da casa logo no primeiro minuto do segundo tempo, em cruzamento de Marmentini que Thiago Santos não alcançou. As coisas complicaram ainda mais para o Bahia porque, no lance, Juninho, principal jogador do time, se machucou e foi substituído. Mal na partida, Renato Cajá foi substituído por Allano, e o Bahia ficou com quatro atacantes em campo, porém sem ninguém que fizesse essa bola chegar com qualidade. Na base da correria e do “abafa”, a equipe criou chances, principalmente com Hernane, mas a fase do Brocador não ajuda e ele errou todas. O Sampaio Corrêa, então começou a ameaçar nos contra-ataques. Thiago Santos perdeu uma boa chance. O desespero da torcida do Bahia só acabou aos 47 minutos do segundo tempo, quando Hernane recebeu belo passe de Tiago e teve tranquilidade para tocar por cima do goleiro. Bahia 1 a 0 e festa na Fonte Nova.   

0 comentários:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós.

Pesquise