14 de out de 2016

E agora Dr.? TCU inclui nome de Magno na lista de FICHAS SUJAS e TRE deve mudar resultado das eleições em Chapadinha

Antenor Ferreira

Sei que o eleitorado de Magno Bacelar me detesta, no entanto não sou eu o culpado das escusas práticas do ex-prefeito, que como vinha eu sempre defendendo, não poderá assumir a prefeitura de Chapadinha, mesmo conseguindo o feito de eleger-se no último dia 2 de outubro. 

Magno Bacelar (PV), que de maneira inexplicável não tinha o nome incluso na lista de Fichas Sujas do Tribunal de Contas da União (TCU), mesmo este órgão tendo desaprovado suas contas em processo transitado e julgado, datado de 21 de novembro de 2014, ou seja, mais de um ano atrás, está vendo o sonho de voltar a ser prefeito de Chapadinha ir literalmente pelos ares. 

O nome de Magno Bacelar foi incluso a lista de Fichas Sujas do TCU somente no último dia 12 de outubro, dez dias após o processo eleitoral, onde o mesmo obteve 19.638 votos. 

A pergunta é“Porque o nome dele não estava na lista?. Indagou Sergio Carvalho Barros, advogado. 

Para o advogado da coligação "PRA FRENTE CHAPADINHA", da atual prefeita Ducilene Belezinha, que concorreu à reeleição, Dr. Carlos Sérgio Barros, o caso é um verdadeiro escândalo na política maranhense. 

O advogado ingressou com uma petição pedindo a impugnação da candidatura do ficha suja Magno, de forma a ser corrigido um claro equivoco do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MA), que permitiu que Magno concorresse às eleições, mesmo esse estando devidamente enquadrado na lei da FICHA LIMPA. 

Relação de políticos com contas julgadas irregulares, com o nome de Magno Bacelar incluso 


Na petição é solicitado a corte do TRE que determine a apuração de motivo o qual o TCU não incluiu o nome de Magno Bacelar na lista de Fichas Sujas, de forma a impugnar sua candidatura. 

Com o verdadeiro escândalo que veio a tona, é certo que o TRE impugnará a candidatura de Magno, anulando a votação obtida nas urnas e possivelmente abrindo novo processo eleitoral no município, ou reconhecendo a eleição de Ducilene Belezinha, que ao contrário de seu opositor concorreu ao pleito de maneira limpa e distante de qualquer impedimento jurídico. 

Com isso, mais uma vez e sem nenhum temor, volto a proferir frase que bem antes eu já tinha pronunciado, na certeza que Magno nada mais fez que mentir e iludir seu eleitorado, do início ao fim de sua campanha: 

Tchau querido! 

0 comentários:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós.

Pesquise