8 de jun de 2016

Padre é acusado de abusar de jovem com deficiência mental




Um padre foi preso no último sábado (3) pela Polícia Civil de Caldas Novas, em Goiás, acusado de abusar sexualmente de um menino de 15 anos que tem problemas mentais.
Fabiano Santos Gonzaga, de 28 anos, que é ministro da arquidiocese de Uberaba, em Minas Gerais, estava no local a passeio e é suspeito de abusar do menino no clube da cidade no último sábado. De acordo com Polícia Civil, os dois não se conheciam e vieram de cidades diferentes. Eles teriam se encontrado na sauna e foi lá que o padre teria abusado do adolescente.
O jovem, que havia vindo de Brasília, estava na cidade com a mãe, que denunciou o caso na delegacia. De acordo com as investigações, quando saiu da sauna, o garoto contou o que havia acontecido. A mãe saiu com o menino pelo clube, para identificar o autor do crime.
O padre confessou que esteve na sauna em companhia desse adolescente, no entanto negou o abuso. No celular do religioso, a polícia encontrou mensagens e conteúdos pornográficos, mas, de acordo com os policiais, nada que possa ser enquadrado como pedofilia. O adolescente recebeu atendimento psicológico e voltou para Brasília. Fabiano Santos Gonzaga está na unidade prisional de Caldas Novas e, se condenado, pode pegar até 15 anos de reclusão.
A Arquidiocese de Uberaba, em nota, afirmou que está acompanhando as investigações. De acordo com a congregaçõe, a instituição repudia “todo tipo de violência e abuso”. Por fim a arquidiocese pede desculpas “por qualquer constrangimento ou dor que pudemos causar com tal fato” e afirma que espera “que tudo seja averiguado e resolvido o mais rápido possível, para que não haja maiores constrangimentos”.

0 comentários:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós.

Pesquise