4 de abr de 2016

Maníaco estuprava e matava garotas de programa e jogava corpos em milharal

Criminoso era considerado o inimigo n°1 da polícia de Maringá/SP 

Do R7

A polícia de Maringá comemorou a prisão de Rosnei Gomes, de 40 anos. Ele é acusado de matar oito garotas de programa e esconder os corpos em diferentes pontos da cidade. De acordo com a reportagem, a prisão do assassino foi considerada histórica na região. 


Gomes, como era conhecido, confessou todo o crime que cometia na delegacia. Frio e calculista, ele agia nas madrugadas e estudava o perfil das vítimas: na maioria dos casos, garotas de programa. 


Na delegacia, Rosnei conversou com os jornalistas.


— Não estava conseguindo mais dormir. Estou arrependido, não sei o que falar para a família das vítimas!


O assassino agia de madrugava. Ele conhecia a garota de programa e deixava para atacar a vítima dentro do carro dela. 

No milharal, a polícia conseguiu encontrar três corpos, roupas e objetos pessoais das vítimas. Os corpos estavam bem próximos a uma torre, que fica no centro do milharal. 

Rosnei nunca teve muitos empregos registrados na vida, mas já foi dono de um bar bastante frequentado por garotas de programa. 

Tentando se defender, ele alegou que sua mãe era garota de programa e que morreu quando ele tinha sete anos, do mesmo jeito que matava suas vítimas. Talvez isso explique a vontade compulsiva de matar mulheres. 

0 comentários:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós.

Pesquise