1 de set de 2015

Há 57 dias em greve, servidores do INSS não têm previsão de retorno

Grevistas recusaram proposta do Governo e querem aumento de 27%.
Professores da UFMA também estão em greve por tempo indeterminado.


Do G1 MA , com informações da TV Mirante

Há 57 dias, as agências do INSS no Maranhão estão paralisadas. Apenas três em todo o estado estão funcionando. Segundo os servidores, só estão sendo atendidos os agendamentos de auxílio-doença. Os grevistas não aceitaram a proposta do Governo Federal e seguem em greve por tempo indeterminado.

Mas, mesmo com o agendamento para auxílio-doença realizado a lavradora Maria Antonia não foi atendida e teve que voltar para o município de Nina Rodrigues. “Eu moro longe, deixei meus filhos sozinhos em casa. Eu entrei e ela me deu consulta para o dia 19”, contou.

Segundo o funcionário do INSS, o cidadão não vai perder o direito se não for atendido. “A única coisa que chateia, e é lógico, é que ele quer receber logo seu dinheiro”, disse Zoroastro Xavier.

No Maranhão, 85 % dos servidores aderiram à greve. O Governo Federal ofereceu um reajuste salarial de 21% para ser pago em 4 anos, mas a categoria não aceitou e quer um reajuste imediato de 27%.

Greve na UFMA
Os professores da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) também estão em greve a quase 90 dias. O governo também ofereceu reajuste de 21% para ser pago em quatro anos, mas a categoria não aceitou a proposta. A volta às aulas que estava marcado para o dia 18 de agosto foi adiado e ainda não há uma data definida.

0 comentários:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós.

Pesquise