26 de ago de 2015

Juíza da comarca de Brejo pede bloqueio de bens do prefeito Omar, além do ressarcimento de mais de um milhão

Além do prefeito são também citados em ação a secretária de educação do município, Sâmia Furtado e outros membros do governo

Antenor Ferreira

Agora a coisa ficou feia para o prefeito de Brejo/MA, Dr. Omar Furtado. Nossa redação recebeu com exclusividade imagem de parte de processo supostamente movido pela juíza da comarca do município, Dra. Maria da Conceição Privado Rêgo, que pede o bloqueio dos bens do mandatário, além do ressarcimento ao erário de R$ 1.138.246,50 (hum milhão, cento e trinta e oito mil, duzentos e quarenta e seis reais e cinquenta centavos). Na ação também constaria o pedido de afastamento do prefeito, por improbidade administrativa.

Omar Furtado - prefeito de Brejo 
Além do prefeito Omar, a juíza também pede o bloqueio de bens de sua irmã, a secretária de educação do município, Sâmia Furtado, e outros servidores. A juíza ratifica que a indisponibilidade dos bens do citado é uma medida que visa garantir o ressarcimento do montante citado. Veja o recorte:


Recentemente a câmara municipal de vereadores do município abriu CPI, para investigar desvios de recursos, através da empresa Florescer, apontada pelos parlamentares como uma empresa "Fantasma". (Clique AQUI para rever matéria)

O município de Brejo se encontra com uma greve de servidores da educação, que já dura mais de 60 dias, sem mencionar o caos enfrentado nas áreas de saúde, infraestrutura e demais setores.

O povo de Brejo, com certeza irá comemorar essa notícia, na esperança que o município se veja enfim,  livre de tanta corrupção. 

Leia também:


0 comentários:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós.

Pesquise