28 de ago de 2015

Na Índia irmãs são condenadas a serem estupradas por crime cometido pelo irmão

Anistia Internacional lançou uma campanha para tentar convencer as autoridades a intervir

Do R7

Irmãs moram em uma aldeia no distrito de Baghpat, localizado ao norte de Nova DéliReprodução/ Anisty
Um tribunal composto apenas por homens de uma vila na Índia condenou a jovem Meenakshi Kumari, de 23 anos de idade, e sua irmã de 15 a serem estupradas. Elas também vão ter que desfilar nuas pelas ruas da região com seus rostos cobertos.
Segundo informações da Anistia Internacional, que lançou uma campanha online para tentar convencer as autoridades indianas a intervir no caso, a "sentença" foi determinada por um crime que não foi nem sequer cometido pelas mulheres, mas sim por seu irmão, que teria fugido com uma mulher casada e de uma casta superior à dele.
As irmãs moram em uma aldeia no distrito de Baghpat, localizado ao norte de Nova Déli, capital da Índia. Sua condenação foi determinada no dia 30 de julho.
As irmãs e seus familiares já haviam fugido da aldeia em maio por medo de represálias pelas ações de seu irmão. Pouco tempo depois, a casa em que elas moravam foi saqueada.
Até o momento, a petição da Anistia Internacional, que tem o objetivo de fazer as autoridades indianas impedirem a execução da sentença, já obteve mais de 27 mil assinaturas. O objetivo da entidade é atingir 50 mil.

0 comentários:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós.

Pesquise