20 de ago de 2015

CAOS em Santa Quitéria: Vereadores e população pedem CPI e afastamento do prefeito; Gestão recebeu mais de 32 milhões enquanto município afunda

Prefeito Sebastião Moreira, o Moreirão, vive impossibilitado de exercer suas funções, por conta de um AVC
Ex-prefeito Manim e "1ª dama" comandam o município, debaixo de opressão e medo 

Antenor Ferreira 

Salários atrasados, greve de servidores, Caos na saúde, perseguição e total desrespeito com à população. Essas são frases que definem a atual situação do município de Santa Quitéria-MA, distante pouco mais de 345 Km, da capital São Luís.

Povo e parlamento se unem pedindo afastamento do prefeito de Santa Quitéria 
O município tem como prefeito Sebastião Araújo Moreira (PR), o Moreirão, que vive há pouco mais de 2 anos em debilitado estado de saúde, por conta de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), fato que foi fazendo com que aos poucos o município ficasse em meio a uma perversa teia de desvios e escândalos, sobre o comando do ex-prefeito Osmar de Jesus Costa Leal, o Manim, e a atual "1ª dama" do município. 

Moreirão não comparece a audiências públicas, ou quaisquer outro tipo de compromisso, deixando tudo a mercê das figuras supra citadas. O resultado disso é uma série de barbaridades, que fez com que parlamentares de oposição e o povo, indagassem: 

- Para onde foram R$ 32.236,004,60, recebidos de janeiro a junho deste ano? Ou como diz o repórter secreto do Fantástico: Cadê o dinheiro que tava aqui? 

Para se ter noção do descalabro que tomou conta do município, a câmara municipal de vereadores entrou em recesso forçado, sem sessão de encerramento, e na manhã dessa quinta-feira, 20, a casa retomou os trabalhos, com a presença apenas de 6 dos 11 parlamentares, sendo esses da ala oposicionista.
Parlamentares que fizeram-se presentes a sessão. Em sequência: O presidente em exercício, Raimundo Nonato Ferreira, Vereador Francisco das Chagas Caldas Melo, Auriete Lima Costa, Janete Santos Viana, Raimundo dos Santos sousa e a vereadora Francisca Coelho Moreira, esposa legítima do prefeito Moreirão.
 Clique para ampliar 

O presidente da casa, Antonio José Crispim, fugiu da responsabilidade, "combinando" com os demais parlamentares de situação, para que que não fossem a casa, na tentativa de impedir a realização da sessão ordinária. O presidente alegou problemas de saúde. O edil ainda teria determinado aos servidores da casa, para que a fechassem, não permitindo a abertura dos trabalhos do segundo semestre. 

Com o apoio do povo, a oposição não baixou a cabeça e garantiu a reabertura dos trabalhos, sobre comando do vice-presidente, Raimundo Nonato Ferreira (Nonato da Colônia), que deixou claro que não se submeteria aos caprichos da gestão, prevalecendo o respeito ao povo. 
Nonato da Colônia abre sessão 

A sessão foi iniciada com salva de palmas dos populares presentes, que entoaram o hino nacional, exibindo faixas de repúdio a atual gestão pública. Ao final um morador pede o fim da corrupção no município. Veja:


O início da sessão só foi possível graças ao empréstimo de uma caixa de som amplificada, isso porque os equipamentos de sonorização da casa, inclusive os microfones foram desligados e mantidos numa sala fechada, enquanto que o responsável por sua operação sumiu. 
Vergonha: Caixa de som é colocada para garantir realização de sessão. Parlamentares
exibem cabos sem microfone, em clara sabotagem 

Em discursos os parlamentares foram firmes em dizer que o município de Santa Quitéria não aguenta mais tanto desmando, denunciando o Caos que se instalou sobre o município, ao tempo que anunciaram a abertura de uma CPI na próxima sessão, bem como o pedido de afastamento de "Moreirão", dada sua incapacidade de gerir o município e os comprovados atos ilícitos que estão a ocorrer.  

Parlamentares denunciam o caos em Santa Quitéria 

Os parlamentares informaram que o promotor de justiça da comarca de Buriti, Dr. Clodoaldo Araújo, já recebeu inúmeras denúncias e documentos, que atestam as arbitrariedades cometidas pela gestão atual, dentre as quais a redução dos salários dos educadores, por meio de decreto. (Clique AQUI para ver sobre o assunto).

Além desses fatos, populares e servidores expuseram várias outras denúncias, como a perseguição a servidores públicos, demissão de servidores, por questões de apoio político, péssima qualidade da merenda escolar e ainda casos absurdos como o incêndio de um ventilador, dentro duma sala de aula, na escola Cônego Nestor Cunha, incêndio esse provocado pelas péssimas condições das instalações ali existentes, condenadas diversas vezes pela CEMAR. 

Populares e servidores clamam afastamento da atual gestão 
Noutra denúncia foi relatado a demissão de uma gestora da zona rural, motivada após a cobrança da disponibilização de um banheiro na unidade, fato que chocou os moradores do povoado Areias. 

Vale lembrar que somente para educação, o município já recebeu mais de 13 milhões de reais, dinheiro que sumiu. Professora amargam atrasos de até 3 meses, além da suspensão de pagamentos aos que apoiam movimentos grevistas, bem como o que se mostram contra as tramoias de Manim e a "1ª dama".

Os populares demonstraram o desejo não apenas pelo afastamento do prefeito, mas também uma intervenção do estado, dada a situação de total descontrole que vive o município.

Após chuva de denúncias, a sessão foi encerrada com muitas ovações do público presente e o compromisso dos parlamentares em ingressar com o pedido de CPI e afastamento, e como afirmado pelo presidente em exercício, "dando um novo rumo ao município de Santa Quitéria".
Parlamentares e o povo, unidos pelo fim da corrupção em Santa Quitéria-MA 


Veja mais imagens da sessão: 



















Caixão simboliza que a educação de Santa Quitéria está morta 

A pergunta que não que calar: Cadê o dinheiro que tava aqui? 


O Blog Interligado continuará acompanhando de perto o desfecho de mais esse escândalo político, que desmascara o reinado da corrupção no Maranhão. 

0 comentários:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós.

Pesquise