10 de jul de 2015

PENA MÁXIMA é aplicada a menores por estupro coletivo, Castelo do Piauí

CONDENADOS POR HOMICÍDIO, tentativa de homicídio e estupro; Serão internos no CEM





A justiça sentenciou os quatro adolescentes acusados de envolvimento nos abusos contra quatro garotas de Castelo do Piauí, à pena máxima prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Eles terão de cumprir medidas socioeducativas internados por 3 anos no Centro Educacional Masculino porparticipação ativa nos crimes dehomicídio, tentativa de homicídio, estupro e associação criminosa.
O prazo de internação provisória, que é de no máximo 45 dias, encerraria neste sábado, data em que o juiz Leonardo Brasileiro teria como limite para aplicação da sentença.
O crime que levou à sentença dos menores infratores, que tem idade entre 15 e 17 anos, aconteceu no dia 27 de maio no alto do Morro do Garrote, em Castelo do Piauí. Quatro garotas, que saíram de casa para fazer fotos no local que é conhecido pela bela vista do por do sol, foram abordadas pelos menores, que estavam na companhia de Adão de Sousa - único maior de idade do grupo - e vítimas de agressões físicas e violência sexual.
As meninas foram empurradas do alto do morro e nuas, foram deixadas à sorte, com ferimentos graves pelo corpo. No intuito, de como eles mesmos denominaram, de “terminar o serviço”, parte dos adolescentes começaram a apedrejar as meninas.
Todas foram encontradas por populares, já à beira da morte. Socorridas, foram trazidas para o Hospital de Urgência de Teresina, onde permaneceriam dias internadas. Uma delas, Danielly Rodrigues, de 17 anos, não resistiu e morreu ainda no hospital. As demais já tiveram alta e depuseram em juízo contra os garotos.
Jovem de 17 anos não resistiu e acabou morrendo no hospitalJovem de 17 anos não resistiu e acabou morrendo no hospital

0 comentários:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós.

Pesquise