3 de jun de 2015

Morre quarta pessoa infectada com superbactéria no DF

Ela estava isolada no pronto-socorro do Hospital Regional de Taguatinga (HRT)



A paciente M.A.S.R., de 79 anos, que foi o primeiro caso de enterococo detectado, morreu às 18h desta terça-feira (2/6). Ela estava isolada no pronto-socorro do Hospital Regional de Taguatinga (HRT).
Imagem ilustrativa 
A paciente tinha insuficiência respiratória grave e, por esse motivo, seria transferida a uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu. A Secretaria de Saúde esclareceu, por nota, que o óbito pode não estar relacionado à presença da bactéria no organismo da paciente.
A causa da morte só deve ser esclarecida após necrópsia, que depende de autorização da família.
Entenda o caso
Essa é a quarta pessoa contaminada com superbactéria que morre no DF. Na segunda-feira (1/6), a Secretaria de Saúde disse que o HRT passaria por uma higienização hospitalar a fim de extinguir os microorganismos e coibir novos casos.
Na tarde desta terça, o Correio esteve na unidade, mas os atendimentos continuavam suspensos.
Quatro pessoas continuam em isolamento na unidade de Taguatinga. No Hospital Regional do Guará (HRGu), onde também foram registrados casos de superbactérias, três pessoas estão isoladas.

0 comentários:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós.

Pesquise