17 de jun de 2015

Lojista dá recado para ladrões: "não venham ao mesmo tempo"




Empresário também quer contratar segurança que saiba usar escopeta
Cansado da onda de assaltos e arrombamentos em seu estabelecimento, um empresário fez um pedido um tanto inusitado aos criminosos. "Srs. ladrões e assaltantes: como esta rua encontra-se abandonada e a segurança pública é uma mizéria (sic), por favor queiram se organizar (para não virem todos ao mesmo tempo)", diz a placa que Fábio Gulhões, de 37 anos, colocou em frente a sua loja na cidade de Santo Antônio de Jesus (a 200 km de Salvador).
O comerciante foi ainda além e anunciou uma vaga de emprego: "Atenção: procura-se funcionário com porte de arma que saiba atirar com escopeta". Ele diz que pretende pagar bem para o segurança.
Tudo isso na esperança de evitar mais uma ocorrência de crime. De acordo com ele, a loja já foi alvo de quatro arrombamentos e três assaltos a mão armada, inclusive com disparo de arma de fogo.
O empresário diz que está indignado com o poder público e, por isso, tomou essa iniciativa a partir desta terça-feira, 16. De acordo com ele, sua família quer que ele feche o negócio, mas Flávio afirma que essa é sua única forma de sustento.
Além do prejuízo dos roubos, o empresário afirma que a clientela diminuiu após as ocorrências. Ele calcula que já perdeu mais de R$ 40 mil.

0 comentários:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós.

Pesquise