5 de jun de 2015

Carta Capital sugere participação da Globo no escândalo da Fifa

Capa da revista mostra símbolo da emissora e a indicação de um "álbum incompleto"

Do R7

Revista chega às bancas nesta sexta (5)Reprodução/ Carta Capital
A revista Carta Capital que chega às bancas nesta sexta-feira (5) promete novos nomes no maior escândalo de corrupção da história do futebol. A publicação aponta para o “álbum incompleto” e relaciona pela primeira vez a Rede Globo no caso que culminou com a prisão de sete dirigentes do alto escalão da Fifa.

Logo na capa, um álbum de figurinhas estilizado mostra Ricardo Teixeira (indiciado pela Polícia Federal), Joseph Blatter (presidente renunciado da Fifa), Jérôme Valcke (investigado pela Justiça dos Estados Unidos), José Hawilla (réu confesso) e José Maria Marin (preso na Suíça). A sexta imagem apresenta claramente o símbolo da Rede Globo e um ponto de interrogação.

A imagem foi divulgada nas redes sociais da revista, que, claro, ainda não deu mais detalhes da relação entre a emissora e a Fifa. A capa também questiona quais serão as próximas figurinhas carimbadas que serão queimadas.

Segundo a publicação, Hawilla mantinha negócios nebulosos com a emissora, que também estaria envolvida no esquema de propina para ter os direitos de transmissões de campeonatos. Ainda de acordo com a revista, não será supresa se o FBI bater na porta da Globo.
A investigação do Departamento de Justiça dos Estados Unidos resultou na prisão de sete cartolas, enquanto esses se preparavam para o congresso anual da entidade, no luxuoso Baur Au Lac, em Zurique, na Suíça. Entre os presos, está José Maria Marin, ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol.

0 comentários:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós.

Pesquise